Como anda a segurança de dados no Brasil? | Tecmach - Soluções em Outsourcing

Como anda a segurança de dados no Brasil?

Como anda a segurança de dados no Brasil?

Com o crescimento da navegação e armazenamento em nuvem, cada vez mais pessoas e empresas armazenam dados e processos de trabalhos em ambientes externos aos seus terminais de acesso, sejam eles computadores pessoais, notebooks ou tablets. Uma das consequências mais visíveis do crescimento desta tendência é a preocupação se informações importantes e sigilosas estão realmente protegidas e como está a segurança de dados.

Estudos recentes da CompTia (The Computing Technology Industry Association) apuraram que, somente no ano passado, 87% das organizações brasileiras que estão na internet sofreram algum tipo de violação cibernética. Ou seja, o aumento da demanda por serviços digitais tornou os dados das empresas mais visados, o que trouxe a necessidade de um armazenamento seguro e eficaz das informações vitais destas empresas e seus clientes.

Qualquer violação de dados gera perdas financeiras e em nosso país não é diferente. Esse montante poderia ser investido em outras áreas, como capacitação de colaboradores, ações sociais, infraestrutura ou pesquisa e desenvolvimento, por exemplo. Se todos estão cada vez mais conectados, ainda mais em ambientes corporativos, precisamos buscar soluções que diminuam os riscos de termos os dados de nossas empresas violados.

Existem os mais diversos tipos de mecanismos de proteção para cada tipo de camada onde informações estão armazenadas ou transitam. O gestor de um negócio deve saber quais são elas e onde estão, assim como seus clientes. O desafio na área de TI é fazer com que a segurança não atrapalhe as rotinas de trabalho sem que isso signifique um cuidado maior com as informações.

Data centers devem ter as mais diversas camadas de proteção, tanto de hardware quanto desoftware. Bit lockers, senhas, encriptação de dados e tunelamento seguros são algumas das opções mais usadas, mas existem muitas outras soluções para segurança de dados que são menos conhecidas.

Além disso, o próprio gerenciamento destes dados acaba por fornecer camadas extras de proteção. Através de senhas de acesso ou assinaturas digitais podemos limitar quem tem acesso a quais dados e o que pode ser feito com eles (visualização, atualização, edição), o que previne o uso indevido das informações ali exibidas e mostra exatamente quem fez o que.

Com receios da atual situação econômica do país, muitos empresários e gestores estão adiando o investimento em segurança, à espera de que a situação melhore. Porém, especialistas diversos afirmam que, mesmo em ritmo lento, o Brasil tende a melhorar. Portanto, é melhor que sua empresa esteja preparada para fazer novos negócios em total segurança. Isso pode ser o diferencial que vai atrair novos clientes para seus negócios ou não.

Entre em contato com a Tecmach, conheça nossas soluções de gestão de informações e saia na frente de seus concorrentes! 

(Imagens: Reprodução)

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário